Translate

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A verdade gera sinceridade

A verdade sobre a verdade é que, qualquer mentira, por mais monstruosa e diabolicamente bem planejada que seja, nunca conseguirá vencê-la. 
Verdade é verdade e sempre será verdade. Ela é eterna, enquanto qualquer
mentira tem prazo de validade, pois a verdade é quem sempre estabelece a sua durabilidade.
A mentira cedo ou tarde se dissolverá. Mentira é como gelo que sempre derrete ao calor, e como treva que sempre se extingui sob a luz.
A verdade tem a visibilidade de tudo, tem a certificação de tudo e jamais se mistura com o indefinido. A verdade não manipula absolutamente nada, mas os iníquos tentam manipulá-la; a verdade não inventa histórias, mas histórias tentam inventá-la; a verdade nunca disfarça, mas os disfarces que a imitam, correm livres por aí; a verdade não deixa de ser, mesmo que não queiram que ela seja; ela se firma no seu lugar e não altera a sua hora e ocorrências; a verdade não se desvincula dos fatos e nunca modifica qualquer episódio.
A verdade quando admitida, desejada, absorvida e conhecida, gera em nós a sinceridade, que por sua vez, nos liberta do engano e do equívoco da vida. De modo que tal sinceridade, nos dá uma firme aliança com Deus, nos fazendo confessar todos os nossos flagelos, nossas mazelas da alma, nossos desvios de conduta; enfim, pronunciamos verdades que nos dão acesso ao perdão de Deus e a sã consciência, pois a verdade estabelece a nossa libertação, nos tirando do cativeiro da mentira e da maldade que pelejam contra nossa vida e existência, querendo nos levar a perdição e condenação.
A sinceridade de mãos dadas com a verdade nos faz mergulhar numa introspectiva a obter uma clareza do que somos, das feridas que o tempo não curou e de todas as dores que a alma não esqueceu. A sinceridade se faz ouvir como a voz da verdade e expõe a veracidade do âmago, sem forjar fatos ou justificar erros. Sinceridade é o idioma mais inteligível que atinge os ouvidos do coração de Deus.
Saiba que a luz da verdade do Deus Eterno Onisciente passeia sobre a terra...
A sinceridade e a verdade sempre serão os dois passos firmes da consciência cristã
genuína, que mantém a estrutura da fé e nos levam a conquista da eternidade, mas a estúpida hipocrisia sempre será um atalho para o inferno.
Se as mentiras do pecado não forem vencidas pela culpa, para nos conduzir a confissão da verdade, tal culpa será condenada pela verdade no dia do juízo.
Saiba que a verdade nunca será vencida, mas se absorvida em nosso caráter, seremos sinceros e agraciados vencedores.
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Verdadeiros Sentimentos

Sentimentos é a vida frágil de um ser existente, sintomas reais em uma alma. É como uma identificação daquilo que tem importância dentro de nós. Uma sensibilidade da memória, como uma janela do tempo, das singelas recordações ou da esperança de sonhos que se queira viver.
Sentimentos podem ser, tanto das agradáveis lembranças, gerando o riso da saudade, como pode gerar tristezas de dores, pela saudade, sem certeza alguma de um reencontro, ou sequer de outros semelhantes momentos.
Contudo, feliz de quem tem sentimentos, mesmo que seja só pra chorar, pois sentimentos, revela a vida e o despertamento de uma existência. Sentimentos são, suas entranhas em movimento, desejando, sonhando, lembrando, imaginando, sorrindo, chorando, sofrendo, amando, refletindo e cantando.
A verdade sobre os sentimentos da alma, é que ela não quer chorar, não quer perder, não quer se ferir, não quer machucar e não quer sofrer. Sim, os sentimentos sublimes de uma alma nobre e serena, tem prazer no riso, tem alegria nos sonhos, tem regozijo nas lembranças, tem gratidão pela vida, tem alvos nos olhos, propósitos no coração, tem esperança no amor, tem certeza de alguém, tem definição na mente, fé no espírito e cânticos na boca.
Você quer alcançar sentimentos saudáveis e verdadeiros? Então, que teus sentimentos sejam frutos da personalidade de Cristo e jamais influenciados pela bipolaridade desse mundo perdido.
Tais sentimentos como fruto dos tempos turbulentos e desgastantes. desse mundo complexo e socialmente deteriorado, não passam de sintomas perdidos e psicologicamente afetados pela insanidade, mediocridade e hipocrisia. É exatamente por isso que, os nossos sentimentos precisam ser os mesmos que o de Cristo.
Está escrito: "De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus," (Filipenses 2:5).
Ame, ame com sentimento verdadeiro; chore, mas chore sem as lágrimas da cebola e se sentir dores, não seja da ferida, mas de lamento pelo inconcebível e quando cantar, não seja porque conhece a música, mas porque conhece o motivo pra cantar.
Os sentimentos de Cristo em você dará a sua alma a verdadeira razão de viver, pois o amor será mais real e mais sentido.
Shalom Adonai!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Sua fé não pode morrer!!

Falar de fé é um tema extremamente importante para os dias atuais. Mesmo porque é uma virtude raríssima nesses últimos dias.
Poxa é ruim denunciar essa verdade, mas se essa verdade não for conhecida, quem sairá dessa onda de incredulidade?
Alguém disse que tinha muita fé pra pedir, mas não para receber... Outro disse que tinha fé para ensinar os procedimentos, mas não para obedecer. Outro ainda chegou a dizer que tinha fé no salvador Jesus, mas não tinha fé que seria salvo. Como isso se explica?
Sim essa é a dura e cruel verdade para os tempos atuais. Muitos tem fé para frequentar os templos, mas não para se tornarem íntimos de Deus, Acreditam nas histórias bíblicas, mas não acreditam que Deus pode construir uma nova história em suas vidas. Acreditam nos feitos de Deus, mas não que ele possa ainda fazer grandes coisas. Acreditam que ele é a ressurreição e a vida, mas se borram de medo quando atravessam momentos perigosos. Até mesmo acreditam que Deus pode curar, mas morrem doentes, travados em suas camas ou num leito de hospital. Tentam acreditar, mas não se esforçam ao caminho da fé.
O caminho da genuína fé está na Palavra:
"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Romanos 10:17)
A manutenção da mesma está na sã consciência:
"Guardando o mistério da fé numa consciência pura" (1 Timóteo 3:9)
Sempre a derrota e o meio de tornar impossível a sua aproximação para com Deus, será com a ausência da fé: "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6)
Entenda que, o meio de não invalidar a fé em Deus, é pondo os seus conhecimentos e ordenanças em prática em benefício de todos:
"Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta." (Tiago 2:26)
Sabe de uma coisa? A fé é uma capacidade excepcional, é algo além do comum, pra lá de anormal. O fenômeno da fé na vida de uma pessoa, só é real quando ultrapassa a barreira da lógica e não se condiciona as evidências.
A fé não é correr riscos com alguma esperança de possibilidades e nem um tiro no escuro de talvez acertar o alvo. Fé é uma graça revelada na alma, como um sim de Deus, um aval no espírito, claro e nítido aos ouvidos da alma. Tal dádiva não desperta só o interesse em receber, mas em repartir, não só em obter, mas distribuir. É como reconhecer o cuidado de um amor do céu, para se amar a todos, É por isso que a fé sem obras é morta. Jesus na vida, é fé revelada e essa fé revelada, é vida para todos, através de você. O exercício da plena fé, são as obras dedicadas para evidenciar o amor e o poder de Deus através de nós. Tudo é para promover a realidade de um Deus vivo, disposto a salvar a todos.
Por esta razão não perca Jesus de vista. está escrito: "Olhando para Jesus, autor e consumador da fé..." (Hebreus 12:2)
Tome posse da fé, olhando para Jesus, identificando-se com ele em suas obras e conhecendo a Palavra apoiado em Rm. 10:17 e pedindo ao Senhor em nome dele: "Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé." (Lucas 17:5 ) Suplique arregaçando as mangas...
Shalom Adonai!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Quando a fixação cega a alma e obscurece a mente.

O terrível mal da fixação é se tornar prisioneiro de uma escolha.
Vejamos um exemplo específico: Um budista defende sua filosofia e se aprofunda nos limites de seu conhecimento. Sua vida e seu empenho se identifica com a sua opção de caminho e com as bases do propósito do seu seguimento. Agora tudo se converge para as idéias, inspirações e os fundamentos de Buda e suas meditações... Os monges raspam as cabeças, trocam as vestes e comportamentos.
Tais práticas, de dedicação, não são diferentes de todas as seitas e seguimentos religiosos e até mesmo das denominações evangélicas, que de modo divergente nas interpretações bíblicas, e na fixação de suas doutrinas e regras, atropelam qualquer pensamento que seja diferente.
O empenho da fixação é que, se apegam mais a suas escolhas ideológicas do que ao pleno conhecimento da verdade que por sua vez, pode levá-los ao conhecimento mais além, podendo abrir-lhes mais e mais a visão e a mente.
Acontece que, um pensa assim e outro assado e, outro ainda, nem quer pensar, com medo de se desviar de suas convicções ou linha de pensamento, apoiada em sua formação, ensinada pelos seus mestres particulares do seu convívio social e organização.
Bom seria que o homem confiasse mais no Espírito da verdade, do que, nas interpretações cômodas e particulares de falíveis e limitados homens.
Imagine alguém dizendo: "Uma vez flamengo, flamengo até morrer." Pois é... vencendo ou perdendo, as pessoas se entregam fielmente ao seu time, ao seu partido, ao seu grupo ou a sua religião. Não importa a verdade, a realidade, as falhas, das contradições e nem as coisas negativas. Opção é opção, minha escolha é a minha escolha e ponto final. Acontece que erro é erro, não deixará de ser. Assim como verdade é verdade e não deixará jamais de ser.
Se nas Escrituras Sagradas eu leio que: Há caminhos que parecem direito aos homens, mas o fim deles, são caminhos de morte... Como então vou cometer o erro de pegar algum rumo sem noção de que Deus esteja me guiando?

Deixe me aprofundar ainda mais a respeito deste assunto.
Preste bem a atenção: Posso ser inteligente, ter a mensagem plena do caminho que trilho, defendendo todos os seus conceitos; posso render a minha vida na total renúncia, por tudo aquilo que acredito e até morrer pela causa que acredito ser real e única. Se eu não for regido pelo Espírito e conduzido pelo seu amor, possuindo discernimento, revelação da verdade e inspiração da vida, corro o risco de morrer em minha natureza limitada, como alguém que conservou o equivoco e não como alguém que encontrou o caminho, a verdade e a vida de fato.
Entenda: Se na defesa cega de minhas traduções das regras, perder a regra do amor para com o meu semelhante e do elo com a personalidade de Deus, isto vai significar que a minha fixação me aprisionou no cárcere escuro da minha escolha.
Não defenda teorias, ideias filosóficas e nem regras de costumes religiosos cegamente, mais do que ao valor real da vida. Defenda-se sob as asas da inspiração e proteção de Deus. Deixe Ele te guiar.
"Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos." (Salmos 32:8)
Conclusão: Não seja como um fariseu defensor de leis e regras, sendo contrário aos publicanos pecadores, sem amor e compaixão por eles. Não seja como os hipócritas que demostravam santidade, para acusar os fracos ou como os sacerdotes que perseguiram a Jesus, por razão de suas ideias permanecerem fixadas aos tradicionais costumes do farisaísmo sem discernimento proféticos.
Os homens que apedrejaram a Estevão, se sentiram afrontados pelo conhecimento que ele possuía, pois de alguma forma interferia as suas fixações de errôneas traduções. Perderam mais ainda a razão quando apelaram para o assassinato de um agraciado e ungido mensageiro de Deus.

Procure fixar o amor de Deus na tua mente, para que Ele venha fixar suas verdades em tua alma e assim não terás que desejar mal algum ao teu próximo, nem se sentirá juiz sobre ele, além de poder aprender algo a mais com ele.
Lembre-se: A sabedoria do alto é pacifica e trata com misericórdia!
Seja cheio do Espírito Santo... Shalom Adonai!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Nossa imagem


Lá estava uma bela embalagem em uma pequena lata, apresentando um suculento pêssego cortado, pronto para ser servido... hummm que delícia!! Coloquei a lata no carrinho, peguei outras coisas apressadamente e mal via a hora de chegar em casa e saborear aqueles belos e amarelados pedaços de pêssego. Ah, pra ficar melhor ainda ao paladar, não poderia faltar o creme de leite... Nãooooo! Que decepção, o pêssego estava anêmico e com umas bolotas estranhas de mofo... Não tinha nada a ver com o rótulo da lata. Poxa infelizmente não atentei para o prazo de validade. Já tinha quase um ano de vencido e só me restou a minha saliva amarga de revolta por tamanha frustração.
Alguém sempre diz: Quem vê cara não vê coração; aparências enganam; nem tudo que reluz é ouro; por trás de uma maquiagem, pode se esconder uma bruxa; nem todo sorriso tem a arcada completa. Realmente, nenhuma embalagem é confiável, nenhuma boa aparência revela formosura.
Sabe de uma coisa? Você pode não saber exatamente o que existe dentro de um recipiente, e sequer saber se o rótulo de um produto é confiável, mas se tem uma embalagem que você sabe perfeitamente que ela jamais pode te enganar, esta embalagem é a sua própria estampa. Sua carocha pode até está bonitinha, sobrancelha certinha, rosto esticadinho. Uma mulher gosta de um toque mágico de maquiagem, ao passo que um homem gosta de uma barba bem feita, ou um rosto muito bem barbeado. Cuidar das aparências é um cuidado que todos nós temos, mas difícil é encarar o pêssego estragado.
Sabe quando descobri que o pêssego estava estragado e fora de validade? Quando abri a lata, pois se a lata continuasse lacrada a embalagem continuaria convidativa. Continuaria mentindo e atraindo as pessoas.
Digamos que você ainda não quis fazer um alto exame e não encarou suas limitações, seus estragos na alma, suas mazelas e deficiência temperamental; digamos que você tenha medo de encarar a realidade de si mesmo e prefira apresentar as pessoas uma imagem que contradiz o conteúdo. A essas alturas o que vale mais, a imagem ou a realidade? A cara ou o coração? O corpo ou a alma? O rosto ou o ser? A lata ou o pêssego?
Deixa eu te dar uma boa notícia: Se ciente de que por dentro, existe um ser fora da validade, sem uma esperança renovada, sem uma alegria constante e tomado do mofo das tristes lembranças, mágoas e traumas. Então, abra a lata, abra o teu coração e coloca todo o mal para fora, confessando suas limitações a Deus, seus flagelos e defeitos internos, reações da fragilidade e culpas. Esvazie-se e deixe o Espírito da vida te purificar e fazer morada em você. Agora sim, a embalagem que atrai e mostra a felicidade na estampa é verdadeira e define bem o conteúdo. O mesmo sorriso do rosto é o sorriso da alma, a mesma beleza da alma é a beleza do rosto. Quem foi que disse que você se parece com um pêssego anêmico? Só quem pode dizer isso é a consciência.
Se você entendeu, que a sua imagem seja mais que a aparência entendendo que, a aparência do real busca a perfeição, mas a aparência de perfeição, se acomoda as mazelas da alma. Portanto, deixe que o sorriso do teu rosto também seja o sorriso da tua alma.
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Influenciáveis X Influentes! Quem você escolhe ser?

Quando a natureza humana teleguiada se corrompe e quando a espiritualidade de uma vida conserva a própria estrutura, além de fortalecer seus alicerces. 
Seguidores de exemplos tem sempre suas motivações influenciadas por suas ações... Se todos forem mobilizados pelos exemplos, sem dúvida, dificilmente personalidades fugirão dessa clonagem de estilos e comportamentos. Infelizmente se forem péssimos exemplos, teremos na sociedade vergonhas multiplicadas, se forem bons exemplos, teremos boas ações multiplicadas. Mas, não vejo nenhum positivismo nas clonagens de exemplos...
Claro que devemos seguir os bons exemplos, mas bom será que não seja preciso observar bons exemplos para absorver bons comportamentos. Prefira antes, se posicionar na sociedade com a mentalidade saudável e com a conservação dos valores da moralidade e do comportamento ético, pois você é você e não depende de fulano, beltrano ou ciclano para melhorar como pessoa. Independente dos que não tem compromisso com o padrão humano da harmonia da vida, devemos prosseguir com o conceito que a nossa consciência entende como saúde da alma e como o verdadeiro adorno da vida.
Minha sobrevivência de um ser varonil, equilibrado, entusiasmado e convicto no tocante a vocação de Deus, não pode jamais, ser anulada mediante aos comportamentos contraditórios de qualquer outro ser humano, que vive sem noção da escala de valores e das regras de Deus.
Deus me chamou para ser exemplo e não para ficar procurando exemplos.
Devo ser o que devo ser e não o que os personagens mal resolvidos ainda sejam. Não precisamos de figuras hollywoodianas como referências, não precisamos ser macacos de imitações, não precisamos ser Maria vai com as outras. Não precisamos viver a vida, comprometida com o perfil do glamour e da bela aparência, forçando a barra para admiração das pessoas. Pra quê serve uma aparência colorida se no coração não tiver cores? Para quê a beleza estampada, se o feio está camuflado no avesso da alma?
Sabe o que preciso ser? Um motivo, sim, um motivo de Deus, uma razão de existir, um propósito que satisfaça a finalidade da minha duração no mundo. Preciso ser a peça que complementa o transmissor da comunicação de Deus. Preciso funcionar e não posso ser influenciado pelos que nem conhecem a si mesmos, não posso ser imitador de imitadores e nem uma peça procurado um destino, mas entregar o meu futuro a quem me fez.
Não vou imitar os olhos, se posso ser a visão; não vou me guiar pela voz, se posso ser a boca; tão pouco seguirei certos passos, quando posso ser os pés dos bons exemplos no mundo seguindo com os sentidos de Deus e os exemplos de Cristo.
O mundo passa e a história da humanidade é composta de belos e tristes episódios com personagens que deixam suas marcas positivas e negativas. Antes de partir, que tipo de marca deixará para os que te cercam? Se és influenciado pelos homens fracos de mente, você é apenas o replay de uma marca desastrosa, mas se consegue influenciar pela inspiração do Espírito, você é um líder para ajudar na construção de um novo tempo.
Deus quer te usar como quem conduz os que precisam de luz!
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

SINCERIDADE O TESOURO DA ALMA

Pessoas sinceras são como pérolas, são difíceis de serem encontradas. Pessoas que são geradas pelos vividos tempos de dores, onde as circunstâncias complexas trouxeram para elas, as preciosas virtudes que uma personalidade saudável precisa ter. Tais pessoas já caminharam pelo deserto, já comeram o pão da angústia, já sofreram rejeições pelos invejosos e soberbos. Pessoas sinceras por onde andam? Será difícil encontrá-las?
Será necessário uma capanha para evitar a extinção das pessoas sinceras, ou será que você será uma dessas pessoas com a disposição da alma?
Convivemos com tanta gente, conversamos, damos risadas, trabalhamos juntos, caminhamos e até viajamos lado a lado, mas quando menos esperamos, vem a decepção de um interesse paralelo a essa aproximação. Parece que você é menos do que algo que possa interessar a alguém que se aproxima de você. Até mesmo, se existir interesse de momentos com você, propriamente dito, ainda assim, é um interesse leviano, acima de uma aproximação sincera.
Mas, acredito que pessoas sinceras existem, porque sei que sou sincero. Do contrário, não acreditaria, mesmo deparando-me com tantas decepções.
Feliz de quem acredita que pessoas sinceras existem, pois essa é a maior prova de que, de fato, pessoas sinceras existem. Sim, você que acredita, é essa pessoa. Então vamos fazer o seguinte, seja sincera consigo mesma e não deixe ninguém te conduzir, te manipular, te comprar, te oferecer coisas quando você nada lhe pediu. Te oferecer caminhos, quando nem ela tem direção; te oferecer felicidade se nem alegria consegue expressar; te oferecer um futuro, quando em nada te agrada no presente. Aliás, pessoas sinceras, nada oferecem e ainda dizem não terem nada a nos oferecer. Então você percebe que receber uma pessoa sincera como amiga, é uma dádiva que a vida nos proporciona.
Você tem amigos sinceros? Saiba portanto que, a sinceridade vai atrair sinceridade. Então seja essa raridade, como uma pedra preciosa e permita que outras relíquias te encontrem.
Enfim, pessoas sinceras não abrem mão de sua integridade, mesmo que enfrentem os piores problemas na vida a semelhança de Jó, pois ele mesmo disse: "Pese-me em balanças fieis, e saberá Deus a minha sinceridade". (Jó 31:6)
Shalom Adonai!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Construa um tempo novo e feliz pra você!

O tempo está passando e cada vez que o tempo passa, enriquecemos, nos tornamos mais sábios, mais habilidosos, cuidadosos, experientes e ampliamos o nosso rol de amigos.
Mas sempre alguém que não presta atenção na vida que transcorre, vai retrucar, questionando: “Como posso ter enriquecido se os meus negócios não foram bem? Como posso ter me tornado mais sábio, se nem sei o que fazer diante dos lances frustrantes que enfrento? Mais habilidoso em que sentido, se nem sei pra onde correr?! Cuidadoso, acho que sim, é só não fazer nada ou recuar... Experiente? Sim, tenho que aprender a não dar moleza para os aproveitadores... Você disse ampliação de rol de amigos?!! Nunca!! Quando fracassei, muitos me abandonaram!”
Pois é desse jeito que muitas pessoas mergulhadas no mar do pessimismo, se afogam! Pessoas que não tem satisfação no viver. Pessoas que sobrevivem muito mais em busca da sorte, a base do vamos ver onde isso vai dar, do quê concentradas no que querem realizar. Bom seria que fizessem da vida, muito mais do que uma contagem regressiva, sem noção do tempo e de quando a contagem será interrompida. Levam a vida na correria sem um cronômetro de lucidez e cautela, levam a vida sonhando com o futuro, mas sem nenhum despertamento no presente e tão pouco sabem resolver os problemas do presente, por não aprenderem com as dificuldades que já enfrentaram no passado. A vida para o pessimista sobrevivente quase morto, é como quem depende de alguma coisa boa a lhe acontecer, pois enquanto não acontece, vive inflamado de ansiedade, depressão, tédio, desânimo e abatimento. 
Pobre do homem que não encontra esperança, o vigor da vida e nem motivos para sorrir. Não se dá conta que viver é muito mais que esperar o tempo acabar, não se dá conta de quê, mais do que esperamos, é o quê estamos construindo, mais do que ir a algum lugar é o desfrute da caminhada e o prazer no caminho.
Vamos aprender uma coisa: O bom ânimo da vida é o seu maior vigor para superar todas as barreiras, passar em todas as provas e vencer todos os desafios. Pois em algum período da vida precisará derrubar um gigante, atravessar o mar vermelho, enfrentar os profetas de Baal, conduzir a guerra os trezentos de Gideão, ser imitador de Paulo nas perseguições, até mesmo se tornar um mártir semelhante aos que foram perseguidos por amor a Cristo. O que sustentou e sustenta a vida e que sempre a conduziu e conduzirá os homens à glória, é a fé que ninguém pôde tirar deles e nunca tirarão de você!
Nessa introdução de um novo ano, tradicionalmente dizemos a todos: Feliz ano novo!! Com muita saúde, paz e prosperidade, não é mesmo? Mas, isso depende de quê e de quem? Da sorte ou das bênçãos? De você ou de Deus? Da ansiosa expectativa ou da fé? 
Retomo a palavra inicial dizendo a você, prossiga numa nova etapa e com a mente renovada, pensamentos mais saudáveis; prossiga enriquecido na sabedoria, na habilidade e nos cuidadosos, como maturidade pela experiencia e com muito mais amigos ao redor. Que o ano que se vai, seja explorado no garimpo de sua reflexão, onde encontrarás as pérolas de sabedoria. Vamos lá, construa 2015 com a carta que o Senhor Jesus já te deu para sempre triunfar. Felicidades!! Shalom Adonai da parte de nosso amado Yeshua Hamashia (JESUS) em todo o tempo!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Mas afinal, o que é fé?

Como explicar uma certeza que não faz sentido na razão humana? 
Quer saber o segredo? Essa dádiva vem de Deus e não se trata de uma tentativa de acreditar no sobrenatural. Na verdade, fé é muito mais do que acreditar em Deus, pois ter a posse da fé é ter acesso a sua graça, para que as coisas que estão além do nosso entendimento e de toda razão humana, possam fluir em nossas vidas. 
Deus quer nos dar acesso ao sobrenatural, pois estamos limitados ao contexto da transitoriedade, onde tudo tem uma certa durabilidade, ao passo que na dimensão do Seu Espírito, tudo é eterno e vai muito além da nossa compreensão e limitação. Nossa cronologia nos condiciona ao mundo finito e com todas as coisas sendo provisórias, onde além dos objetos, nossas vidas e a de todos os seres estão com os dias contados. 
Nos apegamos ao ritmo dos cálculos, das subtrações, das regras lógicas e sistemáticas da vida; nascemos, crescemos e morremos, vivenciamos bem a natureza em suas estações rotativas da primavera, verão, outono e inverno e também conhecemos a lei gravitacional muito bem, pois mal começamos a andar e já sabemos o que significa cair; temos o ritmo da lógica, pois mal começamos a adquirir alguma coisa e já vamos aprendendo a perder e a ganhar, enfim, somos naturalmente doutrinados à essa coerência, sem nenhuma intimidade com o sobrenatural. 
É aí que surge a abençoada intervenção divina, logo, somos envolvidos pelo Todo Poderoso, Aquele que é o autor e consumador da fé, que, com a sua inspiração nos leva a um nível espiritual elevado e privilegiado. Somos arrebatados ao seu reino onde tudo é possível. Sim, Ele nos mergulha ao mundo paralelo a este que estamos acostumados, somos levados a uma outra dimensão para que provemos de profundas experiências com sinais miraculosos, com a intenção de que o mundo venha reconhecer sobretudo, o caminho para a eternidade. Jesus disse: “Se não virdes sinais e milagres, não crereis.” João 4:48
A bíblia diz que a fé em Jesus faz de nós filhos de Deus: “Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus”. Gálatas 3:26 
O detalhe importante, é que você foi “ESCOLHIDO” para fazer o melhor uso possível dessa fé: 
“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.” João 15:16
A partir de agora, passe a se envolver mais com a Palavra de Deus para aperfeiçoar a sua fé. Está escrito: 
“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” Romanos 10:17
Envolvido, portanto sob a essência do reino de Deus, você alcançará uma imbatível certeza dentro do teu ser, como uma segurança inabalável, pois a Palavra da vida irá gerar em ti uma nova vida, com uma nova visão e mentalidade, onde os sentidos intransponíveis do Eterno serão a tua inspiração e a revelação dos seus propósitos serão accessíveis em teu ânimo.
Vamos... Receba, abra o teu coração e diga: “Pai da eternidade, aceito ser teu filho escolhido pelo teu unigênito e quero dar muitos frutos. Abro meu coração para tua palavra, para que a fé me seja acrescentada, em nome de Jesus, amém.”
Receba a fé, receba a convicção contra todas as lógicas da ciência, da física, da matemática e contra todo o obvio. A fé é e sempre será o sim de Deus dentro de você, contra os nãos do mundo inteiro; a sorte contra o azar; a vida contra a morte a veracidade concreta acima do tempo; o palpável acima do intangível, a multiplicação sobre o nada; a fácil conquista do inatingível; o freio da dor no consolo do Seu grande amor. A fé é a chave com o segredo que abre todas as portas. Receba a fé que destrói todas as barreiras, derruba todas as muralhas, abre todos os mares, abre todas as visões, destapa todos os ouvidos e torna Deus visível a todas as nações através de você. Receba a fé que sempre te levará a cruz, onde tudo foi consumado, onde ali se faz o pleno acesso ao Pai pela expiação do sangue do cordeiro.
Será que ouço o amém da tua fé?
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Ampliando limites, resgatando atitudes!

Não existe limites de crescimento para cada um de nós, existe na verdade é o medo de ser ousado, a falta de coragem para enfrentar esse medo e a falta de atitude para adquirir tal coragem. 
Na verdade, toda falta de atitude é o maior obstáculo que temos a ser enfrentado. O que está acontecendo com o ser humano hoje, trata-se de um enfraquecimento pelo ritmo confortável de um mundo moderno, onde tudo a nossa volta é muito prático. Acabamos tolhidos nessa praticidade, envolvidos com a facilidade de se resolver as coisas, tipo: cozinhar, viajar, comprar, construir... Enfim, pra tudo, existe um certo conforto na execução dessas atividades. Tanto tecnológica, como por prestações de serviços de alguma empresa. Parece que o poder aquisitivo contribui muito para nos mergulhar na área de conforto. Vivemos num mundo fácil, acontecimentos rápidos, construções rápidas, desenvolvimentos rápidos, facilidades incríveis para investimentos em novos empreendimentos. Assim vamos vivendo nessa cena panorâmica de um mundo moderno onde as dificuldades a serem vencidas, não é a nossa praia.
É exatamente aí que mora o perigo, nos limitamos a um espaço imaginário quando nos deparamos com a primeira barreira a nossa frente. Não importa o tamanho de qualquer barreira, pois basta que ela exista.
O homem moderno está tão mal acostumado na sua área de conforto, que ele não quer ter nenhum empecilho em suas atividades. Não importa o tamanho do fragmento em sua estrada, ele é capaz de mudar o foco e pegar outros rumos. Foi o tempo em que as atitudes estiveram em alta.
Os grandes edifícios, as pontes de dezenas de quilômetros sobre os mares e rios, criação de navios, plataformas, grandes máquinas de perfurações nos mares e montanhas e, sem contar as grandes invenções que dependeram de um grande desprendimento e dedicação para nos proporcionar grandes benefícios na sociedade.
Só que, o que ganhamos de facilidade na sociedade, sofremos lamentáveis perdas pelo comodismo, do mau costume de que, tudo tá de bom tamanho. Afinal, para quê me preocupar em buscar soluções, se hoje temos saída pra tudo? Temos que suportar uma sociedade preguiçosa, acomodada e que não quer se esforçar para adquirir caminhos mais amplos e conservar o valor humano da criatividade e disposição nas construções.
Portanto, você deve fazer a diferença, não permitindo um estilo de vida que se acomoda nas facilidades e limitado a pequenos espaços numa cerca de conforto e preguiça. Não ponha limites, onde não existe. A criatividade, coragem e ousadia dos antigos, não se esgotaram, pois tais virtudes dessas ousadias históricas querem continuar, através da sua vida, pois ainda temos o mesmo fôlego proveniente de Deus.
Tome atitudes e seja sempre ousado para grandes lances que ainda não aconteceram, Deus nos criou a sua imagem e semelhança, não foi para vivermos limitados ao medo.
Que Ele te abençoe com a inspiração de grandes atitudes.
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Nossas dores nos ensinam

Dores são sintomas indesejáveis... Quem gosta de sentir dores? Ninguém gosta, mas todos nós sentimos. A verdade é que, ninguém quer senti-las, mas inconscientemente procuram por elas. Procuram por elas?!! Como assim?! Você pergunta, porém a resposta a essa questão, chamasse: “falta de cuidado”. Toda falta de cuidado são atalhos para dores; toda desatenção a própria vida, sempre nos levará a darmos a devida atenção à vida que temos. Ninguém procura se cuidar, sem antes perceber dos riscos que circulam ao seu redor, não é verdade? Ninguém tem grande preocupação de ir ao médico sem passar por pelo menos um pequeno sintoma desconfortável, de um mal estar no corpo, concorda?
Às vezes vivemos sem noção das ciladas da vida, das armadilhas, das conspirações dos inimigos invisíveis, prosseguimos sem noção de perigo e sem nenhuma atitude de precauções e de cuidados e mesmo sem noção, vamos sobrevivendo como vulneráveis ingênuos humanos.
Infelizmente as coisas são assim, só quando dói alguma coisa, é que damos conta de que, alguma coisa que antes não tinha muita importância, passa a chamar muita atenção. A pior dor será não conseguir reverter o inesperado quadro. Situações que vão além de uma cura e um socorro de medicamentos. Dói, mas nem tudo pode ser revertido, nem tudo pode ser restaurado. Triste, mas o que não pôde ser evitado, não pode ser retrocedido. Estou me referindo as dores na carne e as dores da alma, tanto as insuportáveis dores do corpo, por doenças, infecções, fraturas, lesões, amputações e quaisquer danos perniciosos, como também as dilacerantes dores das perdas, das mágoas, do abandono, das humilhações, do remorso e de um coração destroçado.
Sabe de uma coisa? Proteja-se: Sinta dores, antes de sentir dores... Haja em você sentimentos, não de medo e nem de insegurança que nos leva a viver a vida oprimida pelo medo, mas lance os seus medos, debaixo da sombra do Onipotente e descanse, pois ele te cobre com as suas penas e debaixo das Suas asas estarás seguro, pois a Sua verdade é o teu escudo e proteção.

Segundo a ciência, “dor é uma experiência sensorial ou emocional desagradável que ocorre em diferentes graus de intensidade, do leve desconforto à agonia; podendo resultar da estimulação do nervo em decorrência de lesão, doença ou distúrbio emocional. É uma experiência complexa que envolve o estímulo de algo nocivo e as respostas fisiológicas e emocionais a um fato ocorrido.”

Preste atenção: Ninguém quer sentir dores, jamais estarei disposto a isto, creio que nem tão pouco você, mas será que poderemos evitá-las? Obviamente que todos os cuidados a serem tomados, não evitarão as situações inesperadas e inevitáveis.
Sempre virão as dores das más notícias, dores de perdermos pessoas queridas, dores da nossa sensibilidade humana, pelas coisas tão indesejáveis e desastrosas que acontecem pelo mundo a fora, porém essas dores podem ser sanadas pelo bálsamo do Espírito em nossa alma, pela Sua visitação e o refrigério do Seu amor.
Enfim, esteja certo de uma coisa, qualquer dor que sentimos, nos faz prestar atenção da razão pela qual ela esteja acontecendo, nos despertando à tomarmos atitudes de resolver, eliminar o mal que a esteja manifestando. Mas, se você nada pode fazer para eliminá-las, significa que você não deve sustentar essas dores que podem eliminar você e acabar com o teu ânimo e vigor.
A descontrolada dor vai impedir suas forças para ajudar alguém. Portanto, busque se consolar com os sorrisos de gratidão de muitos que ainda serão consolados por você.
Será que você ainda não aprendeu que cedo ou tarde, a vida sempre nos ensina?
Tenha a maturidade de sofrer as dores do seu próprio descuido, do que sofrer pelos descuidos de outrem, evite as inúteis dores que só multiplicam sofrimentos e paralisam a vida.
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

Da rotina para o firme propósito

Porque todas as respostas da vida estão no centro da vontade de Deus.
Surpresas da vida podem ser boas e podem ser terríveis, podem ser tristes, podem ser festivas; podem nos chocar com lances de fatalidades, mas existem surpresas que podem ser maravilhosas de tal maneira que despertam em nós o desejo de serem eternizadas.
Momentos surpreendentes de coisas boas e ruins, não param nesse mundo que não para de girar.
Notamos no circulo da vida, que a terra gira e ao mesmo tempo, suspensa no espaço, tem o percurso contínuo em volta do sol. É interessante como tudo anda em circulo no universo e nessas voltas redondas, parece que o que vai, retornará e sempre veremos os semelhantes quadros nesse sistema circulatório das mesmas situações e atividades.
Tudo parece ser reprisado; os problemas são reprisados, maus e bons momentos, são reprisados; o que se resolve hoje, também amanhã terá que ser resolvido; as dores são giratórias, as curas são giratórias; os prantos cessam substituídos pelo consolo e depois o riso, mas o pranto volta e tudo se repete... isso não para!
Assim o tempo vai, flores nascem, murcham, caem as pétalas, renascem, murcham e caem as pétalas; pessoas nascem, crescem, aprendem, esquecem, reaprendem, sofrem, se alegram, tornam a sofrer, se refazem no consolo, e retomam o sofrimento, aprendem a viver e depois morrem e outros nascem e retomam semelhantes períodos no exercício das mesmas experiências. Vem a primavera, verão, outono e inverno e depois: Primavera, verão, outono e inverno e enquanto a terra girar e circular o sol, as estações se repetirão, apontando para os tempos repetitivos na vida.
Só conseguimos uma interferência nessa rotatividade, quando deixamos de viver a vida em circulo, nos libertando do sistema rotatório, dessa lógica do vai e vem de acontecimentos indesejáveis, que não queremos mais.
Quando damos uma virada ao contrário, convertemos as nossas ações, nos libertamos pela verdade do criador, que nos chama a não sermos conforme o mundo, assim quebramos toda prisão do círculo vicioso ou das contínuas ações da insensatez, rompemos o ritmo de quem era igual a todos; aceitamos ser o que devemos ser, aceitamos o nosso chamado e a singularidade de nossa identidade e missão específica.
Rompemos o círculo quando aceitamos ir para Nínive enquanto os demais navegam para Társis; aceitamos os desafios dos gigantes, enquanto uma tropa inteira assustada nos assiste a derrubá-los; aceitamos atravessar o deserto, enquanto os que querem ser livres sonham com o Egito; aceitamos renunciar nosso egocentrismo, enquanto muitos se aprisionam em suas paixões e sonhos, adormecidos em suas ilusões; aceitamos construir a grande arca, enquanto esperam pelo dilúvio; aceitamos abandonar Sodoma e Gomorra enquanto seus habitantes aguardam nela o duro juízo e a destruição, aceitamos que não devemos olhar para trás, enquanto os simpatizantes, não se dão conta que já estão sendo petrificados como estátua de sal. Enfim, mudamos o nosso curso, estamos nos convertendo, pois enquanto o mundo e todo o sistema andam em círculos, seguiremos numa reta vertical, em direção a Deus, sairemos da lógica, abraçando a fé, olharemos para o alto, orando ao Pai que está nos céus. Vamos interferir a própria rotina e nos lançar no centro da vontade do Senhor que rege todas as coisas.
Procure absorver na intimidade com o seu Espírito a clareza do seu propósito e a particular missão para sua vida. Saia da rotina, abandone os hábitos, os costumes e tradições, não se prenda a reminiscência, clame aos céus, pois o Deus onisciente quer te revelar coisas novas, grandes e firmes que você não sabe e nem pode imaginar.
Vamos lá, pegue outro rumo, não siga mais os passos de quem não sabe para onde vai, seja e pense diferente, saia do meio, viva além da esfera, a essência do reino te espera.
Está escrito que, “Cristo sofreu na sua carne, e que devemos está armados com o mesmo pensamento, que aquele que sofreu em seu corpo rompeu com o pecado, para que, no tempo que nos resta, não seja vivido para satisfazer os maus desejos humanos, mas sim para fazer a vontade de Deus.” I Pedro 4:1 e 2
“... porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra.” Eclesiastes 3:17
Saia da roda e siga em frente, olhando pra cima.
Shalom.
Pr. Aroaldo de Oliveira

A felicidade deseja ser encontrada!

Felicidade existe. Muitos não acreditam, porque conseguiram encontrar apenas situações satisfatórias em alguns episódios da vida; alegrias momentâneas que logo após, foram substituídas pelo avesso da vida, pelos momentos amargos e pelo tédio. Mas, a busca pela felicidade não para. Sim, nunca para... Os caçadores de felicidade acabam sendo frustrados pelos atalhos improvisados de suas diversões e de seus prazeres.
Saiba que a felicidade em sua plenitude é possível ser encontrada. Ela está na arte da vida, pintada com as cores da experiência que nos levam a sabedoria, abrindo o caminho que conduz a maturidade.
Felicidade existe, podemos encontrá-la, sem depender de conquistas, sem depender de homenagens, de honra ao mérito e nem tão pouco a encontramos numa correspondência amorosa. Mesmo porque, se o tal amor acabar, ela pode chegar ao fim.
Felicidade descansa com sensação de liberdade, paz, segurança e plena satisfação da vida. Felicidade é a percepção do fôlego da alma, é desfrutar da existência recheada de sonhos, esperança e fé. Ela não se vincula as perdas, pois entende que subtrações fazem parte do círculo da vida, segundo as medidas que o autor do Universo estabelece. Felicidade tem a visão esclarecida de que, não cai uma folha de uma árvore sem a permissão de Deus, além de entender que, todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus.
Felicidade é amar a Deus sem nenhuma dúvida de que ela seja alvo do Seu amor.
Felicidade é compreender que, se algo não deu certo, é porque investimos no erro, é confiar que os dias vindouros chamam-se oportunidades para conseguir.
Felicidade é uma motivação em exercício contínuo, acreditando no futuro de glória.
A felicidade acredita no futuro, mas não espera ele chegar, para ela continuar sendo.
Felicidade não se apóia no que vem, mas no que já veio, pois se apóia nas verdades concretas de Deus e não nas promessas oscilantes dos homens e nem na esperança entregue a sorte.
Felicidade é a resposta da vida; é permitir Deus no controle; abrir mão dos projetos, dos desejos e das buscas pessoais e se lançar ao centro da vontade do Eterno, deixando a Sua inspiração e influência, conduzir nossos passos e decisões com lucidez em nosso sentido. Na verdade, a felicidade é uma decisão de viver a vida de Deus, assumindo a mente de Cristo, o seu amor na íntegra, a Sua Palavra como estrutura do ser interior, tanto para o bom convívio social, como para o vigor e ânimo espiritual, que mantenha o alicerce de uma indestrutível aliança com o autor e consumador da nossa fé.
Felicidade é aprender o caminho, subir ao topo da vida e encontrar o descanso da alma.
Não procure felicidade, apenas aceite-a, abrindo o coração para a profunda inspiração do amor do Pai. 
Enfim, felicidade é viver com o sorriso de Deus fixado no teu coração.
Shalom!
Pr. Aroaldo de Oliveira

NÃO PROSSIGA SEM DIREÇÃO!

Se existe algo pior do que uma dúvida, é a certeza de uma indefinição, ou seja, tudo que não é claro e nem concreto, visível e nítido, trás inquietudes e aflição de alma.
Viver com a indefinição, é como viver na escuridão sem noção de onde você esteja pisando e do que se encontra no ambiente ao redor.
Toda situação, obscura, complexa, enigmática e indecifrável, torna os nossos sentidos inquietos, sem chão, sem rumo e sem controle.
O coração dividido entre uma coisa e outra, entre uma vontade e outra, um alvo ou outro, gera a indefinição, que acaba nos afetando com a inconstância em todos os caminhos nos percursos da vida.
Está escrito: O homem do coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos. (Tiago 1:8).
Defina a sua vida sob a inspiração de Deus e sua poderosa luz...
Enquanto o ser humano não tiver a exata definição do próprio ser, tanto de sua personalidade e do seu caráter, estará perdido, mergulhado num labirinto de interrogações e ânsias das decisões. Não adianta acreditar em Deus e dizer que recebeu a Cristo como salvador, se as decisões são tuas e os sentidos ainda são teus; que a vida é tua e os teus planos pessoais estão acima dos planos de Deus, o que mais importa é a tua vontade e formação de ideias, acima das verdades bíblicas. A tendência é ser mais um ser perdido, vestindo uma fantasia religiosa, num costume rotineiro de frequentar igrejas e reuniões com amigos e irmãos, mas sem o real encontro com Deus pelo seu Espírito.
Você deseja sair dessa jornada conflituosa onde na maioria das vezes acaba entrando em becos sem saídas?
Deseja seguir em rumos certos, sem precisar entrar por atalhos, que podem ser perigosas ciladas?
Então abra o teu coração dizendo: Senhor entrego a ti os meus caminhos e os meus sentimentos para que receba a inspiração de tua vontade. Que eu tenha paz, sabedoria e amor para realizar com êxito, a missão que tens pra mim, para qual fui chamado.
Serei feliz dando sentido a minha vida do que viver sem sentido. Amém!
Espero que a definição da sua vida aconteça com a sua sincera decisão de abrir o coração pra Deus.
Pois é assim que aprendemos:
"O coração do homem traça o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos." (Prov. 16:9).
Shalom Adonai!
Pr. Aroaldo de Oliveira